Página Inicial - Home
Quem Somos
Dicas de Saúde
Fale Conosco
Produtos
Lançamentos
Apresentação Online
Cursos e Palestras
Login Senha

O ácido graxo DHA ajuda bloquear o avanço de Alzheimer
 


Segunda-feira, 03 de dezembro de 2007
Por: David Gutierrez, escritor de equipe

Conceito raiz: DHA, Alzheimer e Proteínas

Um tipo de ácido graxo 0mega-3 chamado de ácido docosaexaenóico (DHA) pode ajudar no abscesso anormal de certas proteínas que levam ao desenvolvimento do mal de Alzheimer, de acordo com um novo estudo publicado no Jornal de Neurociência (Journal of Neuroscience). A pesquisa foi conduzida por cientistas da Universidade da California em Irvine e pela Martek Biosciences, uma empresa que comercializa produtos DHA.
Alzheimer é uma doença comum neurodegenerativa que ocorre quando lesões formam no cérebro devido à abscessos de proteínas beta-amilóides e tau. De dois a três por cento de pessoas idosas de cerca de 65 anos exibem sinais do mal, na casa dos 85 anos, o percentual sobe para 25 à 50 por cento.
Os pesquisadores estudaram camundongos predispostos geneticamente para desenvolver Alzheimer alimentando-os com uma das quatro dietas diferentes. Os camundongos de um grupo foram alimentados com uma dieta típica norte americana, baixa em gorduras Omega-3 e rica em Omega-6. Os do segundo grupo foram alimentados com uma dieta rica em Omega-3 e complementos de DHA, enquanto os outros dois grupos foram alimentados com comida rica em Omega-3 e complementados tanto com DHA como com Omega-6. Após 9 meses, os cérebros dos camundongos que  foram alimentados com complementos de DHA tinham níveis menores de proteínas beta-amilóide e tau.
Os pesquisadores acreditam que o DHA pode interferir com o acúmulo dessas proteínas por baixar os níveis de uma enzima necessária para produzi-las.
O Autor principal Frank LaFerla diz que o próximo passo é fazer estudos clínicos em humanos nos primeiros estágios de Alzheimer para ver se os complementos de DHA tem um efeito positivo em reduzir o progresso da doença. Tal estudo está sendo conduzido pela Martek Biosciences.
O DHA é encontrado naturalmente primariamente em peixes. Animais produzem muito pouco dele por si próprios, mas é produzido por uma microalga do gênero Schizochytrium e tendem a se concentrar nos tecidos dos animais marinhos.

Voltar

hidea.com